Oliveira e Videira na Rota do Românico e Infusão Mística

Oliveira e Videira na Rota do Românico e Infusão Mística

Algumas das espécies autóctones presentes nas nossas Infusões BIO, para além de promoverem a Cultura e as Tradições da Região Norte de Portugal, também se inspiram na Rota do Românico.

Um bom exemplo é a presença da Oliveira e da Videira na Infusão Mística e na Arquitetura Românica.

Sabia que encontra estas plantas aromáticas esculpidas em diversos monumentos?

Leia o artigo e saiba qual é a simbologia da Oliveira e da Videira, bem como onde as pode observar.

Simbologia da Oliveira e da Videira

Estas duas espécies autóctones são utilizadas há milhares de anos e as suas Histórias são conhecidas praticamente desde o início da Humanidade.

Facilmente encontramos referências em peças de Arte como pinturas, cerâmicas, mosaicos ou em excertos da Literatura Antiga.

Em relação à Oliveira, a mesma representa a abundância, a divindade, purificação, paz, o progresso, sabedoria ou a fertilidade.

Na Grécia Antiga reza a lenda que a Oliveira deu origem ao nome da sua capital – Atenas.

Se pensarmos numa era “mais recente”, “os ramos de oliveira estão ainda associados à receção feita a Jesus quando entra em Jerusalém nas vésperas da Páscoa (Lois García, 2018:62)”.

Quanto à Videira, tal como a Oliveira, também representa a fertilidade, a prosperidade ou a abundância.

Esta planta é associada constantemente a festas, momentos de partilha e alegria (muito por culpa da bebida produzida a partir das uvas, o vinho – um dos símbolos eucarísticos).

Em que Monumentos da Rota do Românico as encontra?

Se visitar a Rota do Românico encontra mais de 50 monumentos, distribuídos por mais de 12 concelhos dos Vale do Sousa, Tâmega e Douro.

Para lhe facilitarmos o trabalho de pesquisa, apresentamos a lista de monumentos onde pode observar as espécies esculpidas.

Confira as referências à Oliveira nos seguintes locais:

Mosteiro do Salvador de Paço de Sousa (Penafiel) – Visualize o portal ocidental e veja os pormenores na pedra.

Mosteiro de São Martinho de Mancelos (Amarante) – Encontra os detalhes no primeiro capitel, lado norte.

Se pretende conhecer as referências à Videira, visite:

Mosteiro do Salvador de Paço de Sousa (Penafiel) – Aproveite e recorde-se que aqui também pode ver pormenores esculpidos da Oliveira na pedra. No caso da Videira, é retratada no terceiro capitel, lado norte (à direita da personagem).

Mosteiro de São Martinho de Mancelos(Amarante) – Tal como o monumento anterior, também aqui se depara com detalhes das duas espécies autóctones (duas representações: terceiros capitéis, lado norte e lado sul).

Igreja do Salvador de Real (Amarante) – Localiza as referências no portal principal: primeiro e segundo capitéis, lado norte.

Igreja de São João Batista de Gatão (Amarante) – Dirija ao arco triunfal e observe o capitel, lado sul.

Sinta o Sabor da Oliveira e da Videira na Infusão Mística

Agora que já conhece a simbologia das espécies e em que monumentos da Rota do Românico as mesmas são encontradas, falta-lhe saber mais sobre a Infusão que contém a Oliveira e a Videira na sua mistura exclusiva.

Infusão Mística – Para além das folhas de Oliveira e de Videira, também conta com a presença do Poejo.

Este Produto Premium é uma junção que estimula os sentidos.

Uma excelente escolha para quem pretende sentir a frescura, o perfume natural e o sabor mentolado, numa só Infusão.

Encomende aqui a Infusão Mística.

Conheça as restantes plantas aromáticas utilizadas

A Infusões com História trabalha 20 espécies autóctones diferentes das Regiões do Românico e do Douro, na produção dos seus Produtos Premium.

Visite o site e descubra que outras plantas aromáticas utilizamos nas Misturas do Românico e nas Misturas do Rio e da Vinha.

Promova a nossa Cultura, preserve as Tradições da Região Norte de Portugal e valorize a Rota do Românico.

Esperamos pela sua visita.